publicado por adm | Quinta-feira, 06 Maio , 2010, 23:33

A Coca-Cola pretende ampliar seus negócios no Piauí, agora com a implantação de uma fábrica para produção de latas de alumínio. O projeto foi apresentado por executivos da Norsa, controladora da Coca-Cola no Nordeste, ao secretário da Fazenda do Estado, Silvano Alencar. A empresa deseja fazer parte do programa de incentivo fiscal para atividades inovadoras no Estado - como é o caso da produção de embalagens de alumínio.

O projeto representa um investimento inicial de R$ 20 milhões, conforme o planejamento desenvolvido pela Norsa. A fábrica de latas será instalada no polo da Coca-Cola no Piauí, na zona Norte de Teresina. A apresentação do projeto aconteceu em reunião na Secretaria da Fazenda do Estado, da qual também participaram o superintendente da Receita Estadual, Emílio Júnior, e o diretor da Unidade de Administração Tributária (Unatri), Paulo Roberto de Holanda.

Durante o encontro, também foram solicitados os benefícios fiscais e industriais para a implantação da indústria. “Para o Estado do Piauí, a vinda desta nova indústria produzirá novos empregos, diretos e indiretos, aumentará o consumo de bens como combustível, e representa maior poder aquisitivo para a população piauiense. A indústria trará grandes resultados para a nossa economia”, comenta o secretário da Fazenda, Silvano Alencar.

No Piauí, existe a lei 4859/96, que possibilita a concessão de incentivos fiscais, dispensa do pagamento do ICMS para as agroindústrias instaladas no Estado.

Com a possível instalação de uma nova indústria ligada à Coca-Cola, seu polo industrial ganhará novas dimensões no Estado, trazendo maiores benefícios econômicos.

O projeto passará por estudo na Comissão de Desenvolvimento Econômico (Coden), órgão da Secretaria da Fazenda, responsável pela análise e aprovação dos incentivos baseados no levantamento dos benefícios trazidos com a instalação da nova indústria.

fonte:www.tvcanal13.com.br


pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds